Relatos Selvagens

Relatos Selvagens
Diretor: Damián Szifron
Ano: 2014

Oi, tudo bem?

Mais um filme argentino sensacional!

relatos-salvajes

Relatos Selvagens é um filme em episódios, ou seja, não possui uma história contínua, mas sim várias pequenas histórias. Apesar de cada relato ser sobre pessoas distintas em contextos totalmente diferentes, eles possuem uma coisa em comum: a divisão tênue entre a civilização e a barbárie.

O filme é sobre pessoas estressadas, depressivas, cansadas que em nome da moral e dos bons costumes não podem/devem perder o controle de si e/ou de alguma situação. Mas, eles perdem e isso é contado de uma maneira bem humorada. (:
Isso resulta em um deleite para a reflexão, pois diante de cada episódio é interessante se perguntar: “O que eu faria?” O que você faria se na festa do seu casamento descobrisse que seu noivo(a) te trai com um(a) convidada(o) ?
Relatos Selvagens nos mostra seres humanos perdendo as estribeiras e sendo apenas humanos, sinceros, fazer o que né?! Afinal, todo mundo dentro de sua condição como ser humano esconde um pouco de podridão e histeria.

Em uma palestra sobre ética, o professor Leandro Karnal fala a respeito do filme e sua relação com essa temática.

Trailer do filme:


Espero que assistam, vale a pena.
Tchau.
😀


Uma ótima vida!
Valeu. :*

 

Anúncios

Medianeras

A imagem que coloquei hoje ao fundo do blog é uma cena do filme argentino Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Digital.  A obra do diretor Gustavo Taretto recebeu os prêmios de melhor filme estrangeiro e melhor diretor no Festival de Gramado de 2011.

medianeras-1

O filme é a ideia real de que a arte imita a vida. Quando assisti, fiquei um tempo olhando para a TV tentando engolir a realidade em que vivemos. Medianeras é um drama moderno que aponta a dificuldade em se apaixonar nessa era tecnológica e, como diria o sociólogo Zygmunt Bauman, de amores líquidos. Afinal, como encontrar o amor da sua vida em uma cidade com 2.890.151 habitantes e quando boa parte das pessoas vive atrás de uma tela de computador?

Medianeras mostra que, apesar de ser uma saga dura (no maior estilo “Onde está o Wally?”) é sim, possível!

A história do filme é narrada pelos dois personagens principais: Martín e Mariana. Martin é um web designer em processo de recuperação de uma fobia. Por isso, pouco a pouco vai saindo do isolamento do seu apartamento e da vida virtual. Mariana é uma bagunça! Ela acabou de sair de um relacionamento longo e, assim como Martín, começa a sair do refúgio do seu apartamento. Durante a narrativa, eles contam a rotina dos seus dias, seus relacionamentos fracassados e sua solidão. Até, por fim, se encontrarem.

É um filme bonito e simples. Possui uma fotografia linda da cidade que faz você ter vontade de olhar pra cima quando anda pelas ruas, ou quem sabe para os lados. Afinal, o seu amor pode estar sendo perdido em meio a prédios, cabos de fibras ópticas e vitrines.

medianeras

Pra quem ainda não assistiu, o filme está disponível no Youtube e no Netflix.

Pra finalizar, uma informação inútil, porém interessante. Sabe o que é medianera na Argentina? As chamadas ~paredes medianeras~ são as paredes laterais de um prédio, onde não se podem abrir janelas. 😦


Uma ótima vida!
Valeu. :*

O Segredo dos seus olhos

Filme argentino lançado em 2010, dirigido por Juan José Campanella.

Posso considerar O Segredo Dos Seus Olhos como um dos melhores filmes que já vi e espero conseguir explicar o por quê.

El-Secreto-de-Sus-Ojos-625x350
Breve sinopse:
Benjamin Espósito, um recém-aposentado do seu cargo de oficial de um tribunal de justiça penal, resolve ocupar seu tempo livre escrevendo um livro. No livro, ele pretende narrar a historia de um caso em que foi designado para trabalhar enquanto oficial. O caso que testemunhou em 1974 foi de um estupro e morte de uma jovem. Durante a investigação, Espósito conhece o marido da vítima, Ricardo Morales, e se envolve com seu luto e necessidade de justiça. Espósito não desiste da procura até que o caso seja resolvido e o culpado encontrado. Para tanto, ele conta com a ajuda de Sandoval, seu fiel amigo de trabalho, porém alcoólatra; e Irene, sua chefe e por quem possui uma paixão secreta. Por fim, ao escrever seu livro, Espósito se reencontra com Irene e trás a tona todos os sentimentos que viveu durante a investigação.

Particularmente, considero a história pesada, não apenas pela tragédia que a envolve, mas também por ser apresentada sem pudores. O que mais chama a atenção é o modo como o peso da história foi transformado em um filme altamente sensível. Os diálogos tratam de questões como o amor, saudade, desejo por justiça e as paixões da vida. Até mesmo o luto de Ricardo Morales é bonito, apesar de triste.

O meu personagem favorito é Sandoval, o alcoólatra que citei na sinopse. Além de possuir uma boa percepção, ele tem um pouco de cada um de nós. Afinal, o que nutre o seu alcoolismo é apenas a necessidade de ter uma válvula de escape dos problemas do cotidiano. O refúgio de Sandoval é a bebida, mas o nosso pode ser apenas dormir, ler, conversar com os amigos, jogar bola, etc. Afinal, “Uma paixão é uma paixão”. E é exatamente essa particularidade de Sandoval e sua capacidade de reconhecer que todos tem uma paixão que levam ele e Espósito ao estuprador.

Um dos diálogos mais incríveis, vocês podem conferir aqui:

Para os mais sentimentais, O Segredo Dos Seus Olhos é uma poesia viva. Para os demais pode ser considerado um filme do caralho. ❤ ❤ ❤

O filme esta disponível no Netflix e também no YouTube, mas no YouTube é dublado, ok?!

Premiações: Em 2010, Ganhou o Oscar de Melhor Filme estrangeiro e o Premio Goya de Melhor Filme Estrangeiro em Espanhol e Melhor Revelação Feminina para a atriz Soledad Villami. Em 2011 ganhou o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, de Melhor Filme Estrangeiro e, em 2009, no Festival de Havana foi premiado por Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Trilha Sonora e Melhor Ator (Ricardo Darín – ele é demais mesmo!).  Além disso, teve outras 12 indicações.


Uma ótima vida!
Valeu. :*