A pele que habito

Oi, tudo bem?
Há mais de um mês não escrevo nada por aqui, o motivo? no meu teclado pifaram as letras “n” e “b”. Viver sem “b” ate que dá, mas viver sem “n” é impossível. 😦

Para matar minha saudade de procrastinar por aqui, segue uma indicação:   A Pele que Habito – um filme espanhol, lançado em 2011, do diretor Pedro Almodóvar.

Breve sinopse: Um cirurgião plástico (Roberto) acompanha o tratamento psicológico de sua filha (Norma). Traumatizada pela morte da mãe, a menina vive em reclusão até o momento em que os médicos acreditam que é hora da ressocialização. Em uma festa, Roberto encontra sua filha supostamente estuprada e em estado de choque. Então, Roberto planeja fazer justiça com as próprias mãos e se vingar do abusador da sua filha. Ele se utiliza da ciência, medicina e da sexualidade para pôr em prática sua vingança. É quase uma brincadeira de dependência psicológica que resulta em uma relação entre criador e criatura.

a-pele-que-habito2

Nos primeiros minutos, é difícil entender a proposta do filme. Foi meu primeiro contato com Pedro Almodóvar, e ainda não conhecia as temáticas “polêmicas” do diretor. Mas conforme a história se desenrolava comecei a pensar: “mas que porra é essa?!” Um drama-suspense-terror não convencional para quem gosta de coisas não convencionais. Existe uma balança equilibrada entre sanidade e insanidade. Uma descrição viva da premissa de que é possível ter controle da sua mente mesmo que o ambiente espere de você o contrário.

Porém, A Pele Que Habito é um filme que abrange não apenas o que destaquei na minha percepção pessoal, como também diversas outras temáticas que  é interessante a discussão e reflexão. Entre elas estão o trans sexualismo, a dominação e a obsessão, por exemplo. Para conhecer um pouco mais dessa pluralidade de emoções que o filme trata, tem um texto beeeem legal no site Obvious (site que já indiquei neste post aqui), onde o autor do texto aponta o filme como sendo uma metáfora de uma relação de dominação e achei isso de uma genialidade linda. Leia!

a-pele-que-habito

Se ainda não assistiu, assista e conte sua experiência para os outros, sendo positiva ou negativa, trocar informações nunca é demais!


Uma ótima vida!
Valeu. :*

 

Anúncios