Bailinho de domingo

“Não
Tristeza não
Essa é quando a alma veste luto
E já não luta
Sim
Peleja sim
Coração
Em busca de beleza
Corre anda rasteja
Só não deixa fugir a vida que te beija
Vem cantar
Como quem resisti
Resisitir
Como quem deseja”


 

Anúncios

Sintaxe À Vontade

“A partir de sempre
Toda cura pertence a nós.
Toda resposta e dúvida.
Todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser,
Todo verbo é livre para ser direto ou indireto.
Nenhum predicado será prejudicado,
Nem tampouco a frase, nem a crase, nem a vírgula e ponto final!
Afinal, a má gramática da vida nos põe entre pausas, entre vírgulas,
E estar entre vírgulas pode ser aposto,
E eu aposto o oposto: que vou cativar a todos
Sendo apenas um sujeito simples.
Um sujeito e sua oração,
Sua pressa, e sua verdade, sua fé,
Que a regência da paz sirva a todos nós.
Cegos ou não,
Que enxerguemos o fato
De termos acessórios para nossa oração.
Separados ou adjuntos, nominais ou não,
Façamos parte do contexto da crônica
E de todas as capas de edição especial.
Sejamos também o anúncio da contra-capa,
Pois ser a capa e ser contra a capa
É a beleza da contradição.
É negar a si mesmo.
E negar a si mesmo é muitas vezes
Encontrar-se com Deus.
Com o teu Deus.”

(Composição: Fernando Anitelli – O Teatro Mágico)

simplicidade_400x400.jpg

Cante

“O homem teve um enfarte do coração
E ao invés de “bom dia” dizia “eu te amo”
A vida dele se enfartou e ele preferiu um ataque de lirismo
A vida não é assim tão previsível

Cuidado com o que planta no mundo
Cuidado com o que toca no mundo
Não adianta fingir que não sente
Gente sente tudo!
Gente tem que se envolver
A gente é emoção.
Corremos com as pernas e vamos devagar com o coração

Estamos fugindo de que?
Estamos fingindo pra que?
Pra que tanta proteção?

Guarda chuva, revolver,
Cães de guarda, filtro solar
Muros de tijolos e de pele,
Meu muro cheio de cacos
Ninguém entra no meu jardim
Queria a vida mais doce
Mas os frutos ainda são

E se você trouxer o seu lar
Eu vou cuidar do seu jardim
Pra que buscar em outro lugar?
Se está tudo aqui bem dentro, em mim
Que venham todos os fins, que venham todos os fins
Por que eu sei recomeçar.”

(Composição: Alexandre Nero)

Loucuras de um gênio – The Devil and Daniel Johnston

Oi, tudo bem?

Loucuras de Gênio (The Devil and Daniel Johnston) é um documentário angustiante que mostra a trajetória do cantor Daniel Johnston. Então, segue breve resumo e minhas impressões pessoais.

images.jpg

Daniel Johnston é uma figura completa – cantor, compositor, músico e artista. 🙂
Durante sua juventude, recebeu o diagnóstico de transtorno bipolar. O que tornou sua vivência uma batalha e transformou a vida do gênio de cabeça para baixo.

Durante a infância, Daniel era uma criança promissora e com inteligência acima da média. Na adolescência, por sua vez, começou a demonstrar os primeiros sinais de uma saúde mental debilitada. Ele possuía a certeza de que seria famoso e de que era um ótimo artista, sua auto confiança era plena!  Gravava a si mesmo recriando cenas do cotidiano com muito bom humor, fazia desenhos sobre os seus sentimentos, gravava todos os seus pensamentos e adorava tocar piano.

daniel-johnston-5

Conforme passaram-se os anos, após tentativas de fazer Daniel se encaixar em uma universidade, seus pais o mandaram para morar com um irmão. Feita a mudança, Daniel não apenas conseguiu um emprego no McDonald’s, como também, fez da garagem de seu irmão um estúdio improvisado – onde gravou seu primeiro álbum, o “Hi, How Are You?”.
Foi distribuindo suas fitas de mão em mão, que Daniel finalmente realizou seu sonho: apareceu na MTV, tornou-se famoso e um cantor promissor.

E então, começaram os delírios. Daniel acreditava que era um enviado de Deus e que tinha que combater o mal a todo custo. No auge de suas crises, Daniel falava apenas sobre assuntos religiosos e demoníacos.
Depois de muita crise foi medicado, preso e internado. Nunca deve ter sido fácil ser Daniel Johnston. Suas músicas são verdadeiras e expressam sentimentos reais, de amores não correspondidos a monstros mentais. Daniel é apenas verdadeiro, apesar de tudo.
Vale a pena ver o documentário que tem na Netflix e conhecer a obra desse ilustre homem. Fiquei surpresa com o quanto ele foi importante para a cena underground na época e trabalhou ao lado de grandes bandas (Sonic Youth, Velvet Underground).
Caracterizo o filme de sua vida como triste e pesado. Daniel matava um leão por dia, sim! E muitas vezes, é possível sentir a sua dor e principalmente, a dor de sua família.
Devido aos seus problemas, Daniel entrou em declínio e a venda de sua obra não resistiu, o que o tornou um cantor “pouco” conhecido. Uma grande pena!!

Inclusive, o meu primeiro manager, vive sua vida em busca de fazer com que TODAS as pessoas conheçam Daniel Johnston. Bora conhecer?

Ouça aqui no Spotify

Ou no YouTube!

❤ Coração dói.


Uma ótima vida.
Valeu! :*

A trilha sonora de Juno

Oi, tudo bem?

Juno
Diretor: Jason Reitman
Ano: 2007

juno

O filme Juno conta a história de uma adolescente de 16 anos que engravida de um amigo e, dadas as circunstâncias – imaturidade, medo e um ambiente familiar desestruturado – a jovem decide entregar a criança a uma família após o nascimento. E o filme, acompanha a gestação de Juno e a sua convivência com o casal que serão os pais do seu bebê.

Em 2008, Juno foi indicado ao Oscar em 4 categorias: Melhor Atriz  para Ellen Page, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original (do qual levou o prêmio) e Melhor Filme.

O filme possui uma trilha sonora muito boa. Contém Belle and Sebastian, Sonic Youth e Velvet Underground. :} De um modo geral, é composta por músicas doces, ótimas para relaxar e viajar.

OUÇA AQUI!


Pega um cafezinho e ouve esse som gostosinho.


Uma ótima vida!
Valeu. :*

 

Músicas para crianças e adultos!

Ainda na ideia de unir público infantil e adulto, separei algumas dicas de músicas para crianças e que também podem, de algum modo, agradar aos mais velhos. Além disso, para os que tem crianças por perto é uma boa fuga das músicas repetitivas de personagens infantis.

Pequeno Cidadão

Pequeno Cidadão começou em 2008 com Antonio Pinto, Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e seus respectivos filhos. Com uma pegada rock’n’roll e um pouco psicodélica, as músicas entram no universo infantil e abordam temas como escola, bichos, dúvidas, amor, etc. O conteúdo dos discos é incrível e estimulante. A banda conta com 2 álbuns lançados (Pequeno Cidadão CD 1 e CD2), 1 DVD e diversos livros e videoclipes.

Mais uma…

Deixo aqui o link do SITE para quem quiser mais sobre o trabalho do Pequeno Cidadão.

Pato Fu – “Música de Brinquedo”

A banda Pato Fu também resolveu gravar músicas com os seus filhos e o resultado é simplesmente encantador. O albúm “Música de Brinquedo” lançado em 2010 trás clássicos do pop e do rock nacional e internacional reinventados. Além da lindeza das vozinhas infantis ao fundo das músicas, há a presença de instrumentos musicais de brinquedo, transformando os arranjos em pura doçura.

Vinicius de Moraes – “L’Arca”

“Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada…” ❤
Vinicius de Moraes escreveu os poemas de “Arca de Noé”, lançados em 1970, para os seus dois filhos. Porém, ao conhecer o músico Toquinho, os poemas foram transformadas em canções, para a nossa sorte. O disco denominado L’Arca conta com clássicos como “A casa” e “Aquarela”.

Resolvi compartilhar com vocês uma música que me fez entrar em contato com um cara incrível. Arnaldo Antunes (que faz parte do Pequeno Cidadão, inclusive) em “Lavar as Mãos” para o programa Castelo Ra-Tim-Bum. Impossível esquecer! 🙂

Nostalgia boa!!!


Uma ótima vida!
Valeu :*